Bioinsumos “Sustentabilidade”

A agricultura é a indústria mais importante do mundo, representando mais de 2,4 trilhões de dólares e empregando um bilhão de pessoas, sem falar que é a responsável pela produção dos alimentos consumidos em todo o planeta. Já a alimentação da população do planeta, feita de forma consciente, onde os recursos são extraídos e utilizados de forma adequada é um desafio bem mais complexo do que a oferta de soluções inovadoras ao mercado.

Neste contexto, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), lançou no dia 27 de maio último, o Programa Nacional de Bioinsumos. Os Bioinsumos são produtos e ou tecnologias utilizadas na produção, beneficiamento e armazenamento de produtos agropecuários e a ideia do ministério é justamente aproveitar o potencial da biodiversidade do Brasil para que os produtores rurais reduzam a importação de insumos, além de desenvolverem novas matérias-primas para o setor. Vale ressaltar que o Brasil é o país que detém a maior biodiversidade do planeta, que é estimada entre 10% e 15%, e que este privilégio é o que possibilitará a redução da dependência de insumos químicos.

O Programa Nacional de Bioensumos ao promover a inovação e a sustentabilidade, trará um crescimento significativo para as empresas que produzem bioensumos, para as futuras biofábricas, para os pesquisadores e empresários. O programa irá trabalhar dois grandes e importantes pilares:
*O aproveitamento do potencial dos recursos biológicos (vegetais animais e microrganismos) e
*A diminuição da dependência de produtos importados.

Segundo a Ministra da Agricultura Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, o programa nasceu de uma antiga necessidade dos setores produtivos (agrícola, aquícola, florestal e pecuária) de estarem alinhados as melhores práticas de inovação do setor, possibilitando desta forma a entrada da agricultura na bioeconomia.

O “Programa Nacional de Bioinsumos” contará com o trabalho e a parceria de diversas entidades do setor agropecuário; em especial contará com o apoio da Empresa Brasileira de Pesquisa, a EMBRAPA e do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), que elaborará os indicadores do impacto da implementação do programa.

A utilização de bioinsumos é o presente e o futuro da agricultura sustentável e a NSF International, sempre preocupada com a proteção da saúde e segurança humana em todo o mundo, está ao seu lado para ajudar a garantir alimentos mais seguros para todos. Entre em contato através do e-mail comercial.alimentos@nsf.org e saiba como a NSF pode auxiliar sua empresa neste processo.

 

Por Vera Gallardo, consultora para a área de alimentos da NSF International 

 

Fontes:

NatureFood (https://doi.org/10.1038/s43016-020-0074-1)
MAPA (https://www.gov.br/agricultura/pt-br)
EMBRAPA (https://www.embrapa.br/)
OrganiscNet (http://www.organicsnet.com.br/)
IPEA ( https://www.ipea.gov.br/)