As CROs oferecem mais do que serviços

A América Latina é um dos mercados mais atraentes para empresas de proteção de culturas e empresas de serviços terceirizados (CROs). As vendas de serviços para a proteção de culturas na América Latina aumentaram significativamente pelo segundo ano em 2019, aumentando mais de 10% em relação a 2018 e mais de 7% em 2019. Globalmente a AL foi o segundo maior mercado de agroquímicos por região, com o Brasil como líder de mercado, a frente dos EUA e da China.

A forte situação do mercado de proteção de culturas estimulou ainda mais as empresas terceirizadas a aumentarem seus investimentos na AL nos últimos anos. A AgroPages convidou algumas empresas líderes deste segmento para discutir como as mesmas apoiam o crescente mercado de proteção de culturas e saber como elas pretendem diversificar seus serviços nessa região em crescimento.

Abaixo transcrevemos a entrevista do Gerente Técnico do Laboratório da NSF International no Brasil, Alvino Rodrigues Junior.

Alvino Rodrigues Junior
Alvino Rodrigues Junior, MSc. Technical Laboratory Manager – Brazil

AgroPages: Fale sobre os negócios do laboratório na América Latina. Quais são os principais serviços oferecidos aos clientes?
NSF: A NSF International (nsf.org) é uma organização global e independente que facilita o desenvolvimento de padrões, testa e certifica produtos para as indústrias de alimentos, água, ciências da saúde e bens de consumo para minimizar os efeitos adversos à saúde e, assim, proteger o meio ambiente. Fundada em 1944, a NSF está comprometida em proteger a saúde e a segurança humana em todo o mundo. Com operações em mais 180 países, a NSF International é uma entidade colaboradora da Organização Pan-Americana da Saúde e da Organização Mundial da Saúde para assuntos relacionados a segurança de alimentos, qualidade da água e meio ambiente. O laboratório da NSF International no Brasil está situado do Rio Grande do Sul e possui mais de 20 anos de experiência no mercado agrícola latino-americano. Oferece uma ampla gama de serviços laboratoriais abrangendo diversas áreas de especialização, incluindo todas as etapas necessárias para um registro de produtos (técnicos e formulados) no Brasil. Exemplos de nossos serviços incluem: propriedades físicas e estudos do protocolo 5-Batch, ecotoxicologia, genetoxicidade, cultura celulares, toxicologia, patogenicidade, avaliações in sílico, testes de campo, laboratório com produtos agrícolas e abelhas para estudos de resíduos de pesticidas.

AgroPages: Quais são as vantagens competitivas da NSF Internacional para a América Latina?
NSF: A NSF é um “balcão único”, pois somos capazes de realizar desde os estágios iniciais do desenvolvimento de novas formulações, como o ‘Estudo de Relações Estrutura-Atividade Quantitativa’ (QSAR) e testes de toxicidade, até as últimas fases dos envios de produtos regulatórios. Nossos serviços incluem o monitoramento de resíduos após aplicação de campo, o desenvolvimento de metodologias e a validação usando as diretrizes de ‘Boas Práticas de Laboratório’ (BPL).

AgroPages: Quais seriam as principais características do mercado latino-americano que atraem investimentos das empresas de CRO?
NSF: De acordo com a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), a América Latina possui 3% de sua área utilizada para fins agrícolas, sendo um grande exportador global de soja, milho, ração animal, açúcar, café, carne suína, frutas e vegetais, possibilitando às empresas agroquímicas ofertar diversos tipos de serviços. A resiliência do mercado é outro fator-chave, uma vez que, mesmo com a pandemia de COVID-19, o setor agrícola continua a fornecer números consistentes de produção e receita no Brasil, que é o maior participante do mercado na região.

AgroPages: Quais são as mudanças mais significativas nas políticas e regulamentações de proteção agrícola na América Latina relacionadas ao seu negócio nos últimos anos?
NSF: O processo de registro de produtos tornou-se mais rápido e ágil no Brasil, o que reflete o número de registros de produtos aprovados em 2019, mesmo que não tenha ocorrido a redução dos requisitos de estudos e dados técnicos. A aceitação de dados de BPL na Argentina é outro marco que contribuiu de maneira positiva para o mercado e os fabricantes de produtos, permitindo estudos específicos – de propriedades físico-químicas, por exemplo – sobre a aceitação de outros países.

AgroPages: O mercado latino-americano, especialmente o Brasil e a Argentina, testemunhou o rápido desenvolvimento de soluções biológicas e agricultura digital nos últimos anos. Que impacto isso terá na estratégia de desenvolvimento da sua empresa?
NSF: A NSF está pronta para atender às demandas desses novos campos. Para produtos biológicos, o laboratório possui expertise para a demanda de análises, com recursos técnicos e pessoas qualificadas para desenvolver métodos analíticos e analisar produtos à base de bactérias e fungos, oferecendo soluções personalizadas para atender às necessidades e exigências regulatórias do cliente.

AgroPages: Qual é o plano de desenvolvimento da sua empresa na AL para os próximos anos? Você tem alguma sugestão para seus parceiros em potencial que gostariam de investir em países latinos?
NSF: A NSF International tem como missão proteger a saúde humana e essa missão é realizada por serviços de auditoria, certificação e laboratório para uma variedade de mercados; como tratamento de água, alimentos e produtos farmacêuticos. Nos mercados agrícolas, nossa estratégia está focada na consoldação dos diversos serviços da NSF na AL, ampliando a cobertura de serviços em outras regiões e aumentando nosso portfólio de análises, com o escopo de nossos estudos de BPL disponível para avaliação de produtos formulados e técnicos.

Se você deseja ler a reportagem na íntegra, bem como as demais matérias da prublicação, clique no link: http://www.agropages.com/magazine/detail-254.htm